Nome da Foto
Araracanga. Foto: Haroldo Palo Jr.

Notícias

18 dez 2018
Institucional

Jovens pesquisadores de nove estados vencem a 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista

Temática voltada a inovações para a conservação da natureza e transformação social reuniu mais de 1,5 mil trabalhos desenvolvidos por estudantes de todo o Brasil. Pela primeira vez, a Fundação Grupo Boticário foi parceira do prêmio

​​Diretora-executiva da Fundação, Malu Nunes e vencedores da 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista
Estudantes, pesquisadores e instituições de ensino de Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Pará, São Paulo, Amazonas, Minas Gerais, Bahia e Ceará estão entre os vencedores da 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, que abordou o tema “Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social”. A premiação foi entregue em 5 de dezembro, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. Ao todo, mais de 1,5 mil trabalhos desenvolvidos por estudantes do Ensino Médio, mestres e doutores foram inscritos. Mais de 90% trouxeram soluções para problemas ambientais.

Entre os projetos contemplados está um filme plástico biodegradável desenvolvido pela gaúcha Juliana Davoglio a partir da casca do maracujá. O material é capaz de substituir as embalagens de mudas de plantas, que geram grande quantidade de lixo na agricultura. A pesquisa do pernambucano Célio Henrique Rocha Moura, sobre como a percepção da população sobre áreas preservadas na cidade do Recife pode auxiliar na gestão das Unidades de Conservação, foi vencedora da categoria Ensino Superior.
 
O prêmio Mestre/Doutor foi para João Vitor Campos e Silva, que avaliou o impacto de um modelo de conservação na Amazônia que recupera populações de pirarucu e tem potencial para garantir às comunidades locais o equivalente a uma poupança bancária avaliada em R$30 mil anuais. Já a bióloga Vera Lucia Imperatriz Fonseca, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza e pesquisadora do Instituto Tecnológico Vale Desenvolvimento Sustentável, recebeu o prêmio Mérito Científico em reconhecimento aos anos de dedicação à Ciência e ao trabalho com polinizadores.

Pela primeira vez, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza patrocinou o prêmio, uma iniciativa do CNPq em parceria com a Fundação Roberto Marinho, Banco do Brasil e Embaixada do Reino Unido. "Buscamos sempre traçar novas estratégias que mostrem à sociedade a importância da conservação da natureza. Nessa linha, o Prêmio Jovem Cientista é uma excelente oportunidade para aproximar os jovens desse tema e fazer com que criem práticas sustentáveis para o futuro", afirma a diretora-executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.