Nome da Foto
Araracanga. Foto: Haroldo Palo Jr.

Notícias

16 mai 2019
Institucional

Fundação Grupo Boticário é homenageada pelo CNPq

Dedicada à conservação da biodiversidade brasileira há três décadas, instituição foi reconhecida nessa quarta-feira (15), no Rio de Janeiro

​Cré​ditos: Divulgação CNPq
As três décadas dedicadas a apoiar a produção de conhecimento científico voltado à conservação da biodiversidade brasileira levaram a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza a ser homenageada ontem (15) pelo CNPq, no Rio de Janeiro. A instituição foi reconhecida pelas mais de 1,5 mil iniciativas que apoiou em todas as regiões do Brasil e por proteger 11 mil hectares de Mata Atlântica e Cerrado, por meio da criação e manutenção de duas reservas naturais no Paraná e em Goiás, respectivamente.

A Fundação também atua para que a conservação da natureza seja priorizada em negócios e políticas públicas, além de contribuir para que isso sirva de inspiração ou seja parte da solução para diversos problemas da sociedade. A instituição promove ainda ações de engajamento e sensibilização, que aproximam a natureza do cotidiano das pessoas. “O trabalho em várias frentes expressa a nossa crença de que o patrimônio natural bem conservado é a base para o desenvolvimento econômico e bem-estar social”, afirma a gerente de Conservação da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Leide Takahashi.

O evento também reconheceu o físico paulista Vanderlei Salvador Bagnato com o Prêmio Almirante Álvaro Alberto. Professor titular da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Física de São Carlos, Bagnato foi homenageado por suas contribuições científicas e tecnológicas na área de física atômica e aplicações da óptica nas ciências da saúde. Outros cientistas também foram homenageados e diplomados como membros da Academia Brasileira de Ciências.