Nome da Foto
Araracanga. Foto: Haroldo Palo Jr.

Notícias

22 jul 2019
Institucional

Destinos em todo o Brasil para curtir a natureza com crianças

15 opções de passeios ao ar livre que podem ser aproveitadas por toda a família

​Bosque dos Namorados no Parque das Dunas de Natal | Créditos: Divulgação - Parque Dunas​
Os dias de folga são perfeitos para tirar as crianças de casa e aproveitar os passeios ao ar livre para curtir a natureza. De acordo com o doutor em Educação, pós-doutor no departamento de Psicologia Social da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcos Sorrentino, o contato com o meio ambiente desde a infância traz inúmeros benefícios para a vida adulta e, para aproveitá-lo da melhor maneira, é preciso desacelerar.

“Em geral, o contato com a natureza cria condições para que as crianças tenham momentos mais lentos de contemplação e observação. Mas as crianças, assim como os jovens e até os adultos, precisam reaprender a usufruir desse momento com a natureza, deixando de lado esse modo de vida acelerado a que somos expostos na nossa sociedade”, ressalta. 

Nosso país tem ótimas opções de áreas naturais que podem ser aproveitadas por toda a família. Conheça 15 opções de passeios inesquecíveis.

1. Parque Nacional do Iguaçu (Paraná)

Um dos locais mais famosos e visitados do Brasil, o Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939 e abriga as Cataratas do Iguaçu, formadas pelas quedas do Rio Iguaçu. São 19 saltos principais, cinco do lado brasileiro. Além de apreciar uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza, o visitante também pode conhecer outras atrações do parque, como a Trilha do Poço Preto, realizada com guias bilíngues que explicam a diversidade biológica do parque. Um dos destaques do caminho é a Lagoa do Jacaré. Os nove quilômetros da trilha podem ser feitos a pé, de bicicleta ou com carro elétrico. O Parque ainda possui outras atrações, como a Trilha das Bananeiras e o radical Macuco Safari.

Horário de visitação: diariamente, das 9 às 17 horas
Ingresso: R$ 70 (entrada integral, a partir de 12 anos). Brasileiros pagam R$ 41 (a partir de 12 anos). Crianças de 2 a 11 anos e idosos acima de 60 anos pagam R$ 11.
Contato: (45) 3521-4400

2. Parque Nacional Cavernas do Peruaçu (Minas Gerais)

Localizado na região Norte de Minas Gerais, o local ainda é pouco conhecido pelos turistas, mas tem encantado os visitantes – tanto pelas belezas naturais quanto pela importância histórica, com grande quantidade de arte rupestre pré-histórica em suas cavernas. O parque possui diversas trilhas, algumas com nível de dificuldade leve, como o Caminho da Lapa do Bonete, onde é possível observar escavações arqueológicas. Parte do trajeto não pode ser percorrida a pé e as visitas são permitidas apenas com agendamento prévio com a gestão da unidade.

Horário de visitação: das 8 às 18 horas, de segunda a domingo. A entrada nos atrativos é permitida até as 15 horas.
Ingresso: valores são informados durante o agendamento da visita
Contato: (38) 3623-1038

3. Parque Nacional de Jericoacoara (Ceará)

Apesar de ser o destino preferido de muitos casais, Jericoacoara também pode ser uma boa opção para crianças. Com uma área de mais de 8 mil hectares, o Parque Nacional (Parna) de Jericoacoara possui diversos atrativos para os visitantes, que podem aproveitar as praias do local e as belezas naturais, como a famosa Pedra Furada e a Árvore da Preguiça. Também é possível fazer passeios de canoa e de buggy até as lagoas do Paraíso, Azul e Tatajuba. 

Ingresso: há cobrança de taxa de turismo sustentável (R$ 5 por dia)
Contato: (61) 2028-9833

4. Parque Nacional da Tijuca (Rio de Janeiro)

Localizado na capital carioca, o parque possui quase 4 mil hectares de Mata Atlântica e recebe mais de 3 milhões de visitantes por ano. A área está dividida por setores de visitação: Floresta, Serra da Carioca e Pedra Bonita ou Pedra da Gávea, onde é possível contemplar a natureza e as belas paisagens. No local, também estão o Morro do Corcovado, onde fica localizada a famosa estátua do Cristo Redentor, e a Vista Chinesa, mirante onde é possível observar a zona Sul da cidade e a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Horário de visitação: das 8 às 17 horas, diariamente
Ingresso: A entrada é gratuita. O único local dentro do parque que cobra ingresso é o Corcovado.
Contato: (21) 2492-2250

5. Caverna do Diabo (São Paulo)

O nome pode impressionar algumas pessoas, mas a beleza da caverna, localizada no parque estadual de mesmo nome, vale a visita. O local, quase na divisa com o Paraná, chama a atenção pela grandiosidade. É considerada a maior caverna do estado de São Paulo e a sua estrutura, com escadas e iluminação, possibilita fácil acesso a pessoas de todas as idades. Para a realização da visita, é obrigatório o acompanhamento de um monitor ambiental local. Durante o passeio, também é possível fazer trilhas e entrar em contato com a vegetação de Mata Atlântica presente no parque. O local ainda possui um Centro de Interpretação Ambiental e área de lazer.

Horário de visitação: das 8 às 17 horas, de terça à domingo 
Ingresso: R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia) e R$ 12 por visitante pelo serviço de monitoria ambiental.
Contato: (13) 3871-0259 e (13) 3871-1242
 
6. Cânion Itaimbezinho (Rio Grande do Sul)

Localizado no Parque Nacional de Aparados da Serra (RS), o cânion fica a 18 quilômetros do centro de Cambará do Sul e é um dos maiores das Américas, com profundidade de até 700 metros. No local, cercado de Mata Atlântica, os visitantes podem percorrer duas trilhas na parte superior do parque: a do Vértice e a do Cotovelo. A primeira possui um nível de dificuldade leve e a caminhada dura cerca de uma hora. No percurso, existem mirantes nos quais é possível ver a Cascata das Andorinhas, uma queda d'água de aproximadamente 300 metros de altura e a cascata Véu da Noiva, com queda de 500 metros.

Horário de visitação: das 8 às 17 horas, de terça a domingo. Para a Trilha do Cotovelo, o horário de entrada é até as 15 horas.
Ingresso: R$ 8 (para brasileiros), estacionamento a R$ 5
Contato: (54) 3251-1320 (Casa do Turista)

7. Parque Estadual das Dunas de Natal (Rio Grande do Norte)

Considerado o maior parque urbano sobre dunas do País, o local possui vários atrativos para quem quer aproveitar o descanso junto à natureza. Logo na entrada, o Bosque dos Namorados reúne milhares de árvores nativas da Mata Atlântica. O local ainda possui  Centro de Visitantes, biblioteca, viveiro e locais para caminhada. A partir do Bosque, os visitantes também podem fazer algumas trilhas interpretativas que ajudam a conhecer mais sobre o ecossistema das dunas. 

Horário de visitação: das 8h às 18h, de terça a domingo.
Ingresso: R$ 1
Contato: (84) 3201-4440

8. Buraco do Padre (Paraná)

Outro destino em Ponta Grossa que chama a atenção pela beleza natural é o Buraco do Padre. Localizado no distrito de Itaiacoca, o local tem como principal atração uma furna formada pela junção de falhas geológicas e aberturas nas rochas arenosas, onde é possível ver uma cachoeira com mais de 30 metros de altura. Acessando a Trilha do Favo, de dificuldade média, os visitantes também podem conhecer o topo da Furna e uma piscina natural. O Buraco do Padre está dentro de uma área particular contemplada pelo Parque Nacional dos Campos Gerais, criado em 2006, e considerado a maior área de Floresta com Araucárias protegida do mundo. O local possui playground e um café, que funciona nos finais de semana. A trilha principal é feita por uma passarela com fácil acesso a portadores de necessidades especiais. 

Horário de visitação: das 9 às 17 horas, de quarta a domingo. Saída obrigatória dos visitantes até as 19 horas.
Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Para a Trilha do Favo é necessário pagar uma taxa de conservação de R$20.
Contato: (42) 3220-1814

9. Horto Florestal de Campos do Jordão (São Paulo)

Apesar de ser conhecido como Horto Florestal, a área é oficialmente chamada de Parque Estadual de Campos do Jordão. Criado em 1941 e com mais de 8 mil hectares, o local é um refúgio de tranquilidade em uma das cidades mais famosas do estado de São Paulo. Abriga grande variedade de vegetação remanescente de Mata Atlântica, com presença das Florestas com Araucárias e Nebular, além de Campos de Altitude. No local, já foram catalogadas mais de 180 espécies de aves e animais ameaçados de extinção, como a onça-parda. Com tantos atrativos naturais, os visitantes podem aproveitar para realizar caminhadas em uma das inúmeras trilhas do parque ou contemplar a natureza, observando os lagos e bosques do local.

Horário de visitação: das 9 às 16 horas, todos os dias. Na baixa temporada, o local não abre na quarta-feira.
Ingresso: R$ 15 (inteira)
Contato: (12) 3663-3762 e (12) 3663-1977

10. Parque Estadual de Vila Velha (Paraná)

Localizado no município de Ponta Grossa, a 95 quilômetros de Curitiba, o parque é famoso pelas formações rochosas em vários formatos, como a taça e o camelo, mas a Unidade de Conservação também possui outras atrações, como as Furnas e a Lagoa Dourada, que fica com essa coloração a partir do reflexo do sol. O parque tem mais de 3 mil hectares, é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual e foi criado em 1953 para conservar as formações de arenito e a vegetação nativa da região. No local, já foram encontradas espécies ameaçadas de extinção, como o lobo-guará e o tamanduá-bandeira. O parque, que passou por revitalização recente, possui trilhas para os passeios, que são acompanhados por guias. O local também possui lanchonete, centro de visitantes, estacionamento e loja de souvenirs.

Horário de visitação: das 8h30 às 15h30, de quarta à segunda-feira. A permanência no local é permitida até as 17h30. O parque fecha ao atingir a capacidade máxima de 800 pessoas.
Ingresso: R$ 28 por pessoa (o valor contempla a taxa do guia e ingresso para os Arenitos, Lagoa Dourada e Furnas)
Contato: (42) 98417-2323 e (42) 99943-0582, das 13h30 às 17h30

11. Parque Nacional de São Joaquim (Santa Catarina)

Criado em 1961 para proteger remanescentes de Florestas com Araucárias, o parque abrange cinco cidades de Santa Catarina. O acesso para a parte alta do parque é feita pelos municípios de Urubici e Bom Jesus da Serra. O local tem grande diversidade de vegetação e animais silvestres. Um dos principais atrativos do parque, o Mirante do Morro da Igreja, com vista para a Pedra Furada, tem visitação limitada e fica aberto ao público às sextas, sábados e domingos, de julho e agosto. A visita precisa ser previamente agendada com o ICMBio, por telefone ou por e-mail.

Horário de visitação: a visita no Mirante do Morro da Igreja precisa ser previamente agendada
Ingresso: a entrada no Parque é gratuita
Contato: (49) 3278-4994

12. Reserva Natural Salto Morato (Paraná)

Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) localizada em Guaraqueçaba (PR), litoral Norte do estado, a Reserva Natural Salto Morato faz parte do maior remanescente contínuo de Mata Atlântica do Brasil, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. No local, aberto à visitação desde 1996, já foram registradas mais de 320 espécies de aves, algumas ameaçadas de extinção. Os principais atrativos turísticos da Reserva, mantida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, são a queda d’água de cerca de 100 metros de altura que dá nome à área e uma figueira centenária que forma uma ponte viva sobre o Rio do Engenho. O acesso aos dois pontos é feito por trilhas demarcadas com painéis interpretativos e sinalização.

Horário de visitação: de terça-feira a domingo e feriados, das 8h30 às 16 horas
Ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). A entrada é gratuita para os moradores de Guaraqueçaba, menores de 10 anos e maiores de 60 anos.
Contato: (41) 3375-9671 e (41) 98827-4137 (WhatsApp)

13. Parque Nacional do Pau-Brasil (Bahia)

Localizado no município de Porto Seguro, o Parque foi criado em comemoração aos 500 anos do Brasil e é considerado uma das mais importantes áreas de conservação da Mata Atlântica do Sul da Bahia. O local possui vários mirantes e opções para caminhada. A trilha Ibirapitanga é feita em uma passarela suspensa que projeta a vegetação local. No caminho, é possível observar as mudas de pau-brasil e árvores com centenas de anos. Já no mirante do Maracanã, os visitantes podem ter uma linda vista da floresta. O parque também possui um mirante (da Sede) próximo ao Centro de Visitantes, que possibilita acessibilidade de pessoas com dificuldade de locomoção.

Horário de visitação: das 08h30 às 16h, de segunda a sexta
Ingresso: não há cobrança de ingresso

14. Parque Estadual da Cantareira (São Paulo)

Uma floresta pertinho da cidade mais populosa do Brasil. O Parque Estadual da Cantareira foi inaugurado em 1962 e possui mais de 7 mil hectares com remanescentes de Mata Atlântica. O local está a cerca de 10 quilômetros de São Paulo e é refúgio para algumas espécies ameaçadas de extinção, como o bugio e o gavião-pomba. O parque possui várias trilhas com diferentes níveis de dificuldade. A Trilha do Bugio, por exemplo, é de fácil acesso e pode ser feita por crianças e idosos. Uma ótima opção para observar a floresta.

Horário de visitação: das 8 às 15 horas, aos sábados, domingos e feriados. Em julho, o parque fica aberto todos os dias
Ingresso: R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia)
Contato: (11) 2203-3266

15. Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (Maranhão)

Aventura não vai faltar no maior campo de dunas do Brasil. O passeio em veículos 4x4 credenciados permite a contemplação de lagoas de água cristalina e areias brancas. Uma opção e tanto para a diversão da criançada. A partir do município de Barreirinhas, os visitantes podem fazer o Circuito da Lagoa Azul, um dos mais procurados pelos turistas e que permite conhecer as lagoas Azul, Esmeralda e da Preguiça. Durante o passeio pelo Parque, os visitantes também podem observar espécies do Cerrado e da Caatinga. 

Horário de visitação: Informado diretamente pelas operadoras credenciadas
Ingresso: Não há cobrança de ingresso para a visitação do Parque. As operadoras credenciadas cobram pelos serviços oferecidos 
Contato: (98) 3349-1267